Busca

BikeHandling

Bikes, Outside & Messlife

Tag

bikepacking

Férias, Serra Gaúcha e Bikepacking – por Daniela Arnold

cicloturismo serra gaucha bikepacking 12.jpg

Planejávamos sair em férias, eu (Daniela Arnold) e meu companheiro em novembro para conhecer a serra gaúcha. Como nossa experiencia com o esporte (ciclismo) é recente, planejávamos uma rota com nível de desafio e distancia proporcionais à nossa experiencia. Trabalho como ciclista mensageira na cidade de Porto Alegre há dois anos, através da Velo Courier, pedalando cerca de 200 quilômetros por semana e, desta vez, almejava aumentar para 300 quilômetros em 3 dias, aproveitando o roteiro para visitar parentes e amigos e dar início à minha primeira ciclo-viagem. Continuar lendo “Férias, Serra Gaúcha e Bikepacking – por Daniela Arnold”

Produção – ZINE #1 – Manual Brasileiro de BikePacking

Últimas semanas de produção do nosso ZINE sobre BikePacking. Algumas fotos de um de nossos encontros de produção com o Brio.

Continuar lendo “Produção – ZINE #1 – Manual Brasileiro de BikePacking”

Osprey Talon 22 – primeiras impressões

A mochila Osprey Talon 22 se encaixa na categoria de multi day pack. Isso significa que ela foi desenvolvida para ser confortável e prática em uma caminhada a 4km/h, em uma descida de MTB a 35km/h, e levar um reservatório de até 3L de água, tudo ao mesmo tempo. Leve e resistente, a Talon 22 vai ser usada na criação do nosso Zine de Bikepacking, que vai estar impresso e pronto para distribuição até o final desse ano. Uma mochila de qualidade é muito importante quando você a usa muitas horas por dia. Aos poucos, vamos explicar os motivos para usar uma mochila ao viajar de bicicleta.

dsc_7098

Continuar lendo “Osprey Talon 22 – primeiras impressões”

Expresso Patagonia: Últimos ajustes – POA > São Gabriel

01-expresso-patagonia-porto-alegre-sao-gabriel-bike-packing

Faltando um mês e alguns dias pra viagem rumo aos confins da América do Sul, eu precisava percorrer alguns quilômetros devidamente carregado e com todas as bolsas clipadas na bicicleta.

Desde que comecei a pedalar diáriamente, 4 anos atrás, eu imaginava percorrer a BR-290 em direção a cidade de São Gabriel, distante 340km de Porto Alegre. Motivos nostálgicos me chamavam a atenção, pois morei naquela cidade dos 3 aos 6 anos de idade. Concluí a pré-escola lá e, após vestir a pequena toga, vim pra Porto Alegre onde resido até hoje. Continuar lendo “Expresso Patagonia: Últimos ajustes – POA > São Gabriel”

Gear Check: 3 dias / on road / bikepacking / autossuficiente

img_2315Foto Freitas

Bike:
Fuji Sportif 1.3 2014
Frameset: Frame Alloy & Fork Alloy + Carbon
Wheelset: Oval 32h + Cubos Formula
Groupset: Shimano 105 / Tiagra
Pedivela: Oval 175mm + Coroas Praxis 50/34
Cassette: Shimano Tiagra 12/30
Pedais: Shimano XTR
Freios: Avid BB7 MTB
Mesa: Ritchey 110mm
Canote: Thomsom
Selim: Selle SMP Pro Leather
Pneus: Schwalbe Marathon Green Guard 700×32
Kit de Bikepacking: ELEVEN BAGS, sob medida, em Cordura Continuar lendo “Gear Check: 3 dias / on road / bikepacking / autossuficiente”

Bikepacking: afinal, o que é isso?

O bikepacking é um estilo de viagem em bicicletas. É a primeira modalidade de cicloturismo existente. Pegue uns trapos, corte do tamanho do quadro, costure, faça uma bolsa pra jogar alguns itens dentro. Amarre um saco no selim. Prenda mais alguns volumes no guidão. Vá para uma aventura.

the radavist bikepacking brasilFoto por The Radavist

E assim nasceu o BIKEPACKING! Continuar lendo “Bikepacking: afinal, o que é isso?”

Bikepacking no Vila Velô

Última quarta-feira, dia 29/06/2016, fomos convidados pela equipe da Vila Velô, aqui de Porto Alegre, para nortear uma roda de conversa sobre BikePacking. Às 19h45 começamos a apresentar as vantagens e desvantagens dessa modalidade de turismo, que agrega técnicas dos primórdios do Cicloturismo, mesclado com elementos e tecnologias modernas. Apresentamos o nosso kit minimalista de viagem, que usamos nos dez dias pelo Uruguai. Fomos questionados sobre o capacidade de carga do kit, sobre a praticidade das bags, sobre o conforto e estabilidade das bicicletas com bolsas que desafiam a questão do “centro de gravidade” muito mencionado pelos Cicloturistas mais conservadores.

Nas respostas, usamos o próprio kit, que rodou dentro do salão da Vila Velô, passando de mão em mão entre as pessoas interessadas para que percebessem como a modalidade, devido a sua leveza, não altera o centro de gravidade da bicicleta e ainda é o mais aerodinâmico dos modos de viagem. No final da conversa, ciclistas interessados puderam circular com as bikes carregadas pela grande via de paralelepípedo que fica em frente a loja.

Fotos por Juliano Possebon

Continuar lendo “Bikepacking no Vila Velô”

Isadora e Tássia: Porto Alegre – Pelotas, Equipamentos

O que as minas levaram?

A primeira coisa a ser pensada em uma cicloviagem é que todo o peso vai ser carregado de bicicleta. Como fomos em duas otimizamos muitos equipamentos e alimentos. Itens que poderiam ser compartilhados como barraca, fogareiro, panela, etc, levamos um para nós duas e assim, diminuímos o peso, que foi dividido entre nós.

Não usamos balança para fazer a divisão das coisas, fomos no olhometro mesmo, tentando compensar e ajustar as divisões de uma forma boa para as duas.

Nas fotos do gearspread tu pode ver o que, mais ou menos, cada uma levou.

equipamento 2
Equipo da Isa Continuar lendo “Isadora e Tássia: Porto Alegre – Pelotas, Equipamentos”

Isadora e Tássia: Porto Alegre – Pelotas, parte II

Seguindo com o rolê das mina…

Leia a primeira parte do relato

Dia 04 | Bujuru – Estreito: 40 km

Estávamos ansiosas com a chegada em Estreito, pois sabíamos que, como diz o nome, é o ponto onde a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlantico ficam mais próximos um do outro, e a BR 111 passa no meio. Vimos um de cada lado, foi lindo.

Paramos em Barrinha de Estreito para almoçar, e novamente ir de encontro a um lugar bonito e com água para descansar. A Barrinha nos levou ao encontro de mais cicloturistas, o casal @Amorbikecafe, Acauã e Taline, que nos receberam com um grande sorriso e uma grande família, onde estavam hospedados. Ali ficamos conversando e tomando vinho.

bikepacking isa tassia 3

Seguindo para o almoço, chegamos a um grande bosque de pinos, onde a barrinha encontrava o mar. Almoçamos e o Freitas, que já estava com a passagem comprada,  seguiu viagem para RG, nós fomos a praia. As fotos já explicam tudo. Decidimos dormir ali.

bikepacking isa tassia 4

Continuar lendo “Isadora e Tássia: Porto Alegre – Pelotas, parte II”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑